Nunca acredite em um ensinador contrário à Ceia do Senhor!



Há irmãos que estão empolgados com ensinamentos “novos”, de pessoas que pensam estar “reinventando a roda”. No vídeo abaixo, um ensinador que se diz propagador de “verdades ocultas” opõe-se, sem nenhum temor, a uma das ordenanças de Jesus Cristo: a Ceia do Senhor. Assista ao vídeo e, em seguida, leia as minhas considerações.




Além de não possuírem a iluminação do Espírito Santo, os falsos mestres desprezam o fato de que a Bíblia interpreta a própria Bíblia. As Escrituras são análogas; não são de particular interpretação (2 Pe 1.20). Mas eles não levam em conta, em suas divagações, os contextos geral, imediato, remoto, referencial, histórico, literário e cultural da Bíblia. E, por causa disso, cometem erros grotescos de interpretação, como os mencionados no vídeo.

De fato, algumas epígrafes da Bíblia, inseridas pelos seus editores, não estão corretas, como “A parábola dos dez talentos”, que apresenta, na verdade, oito talentos (5+2+1), no início, e termina com quinze (10+4+1). Ou seja, os dez talentos estão relacionados com apenas um dos três servos mencionados na parábola (Mt 25.14-30). Entretanto, esse tipo de incongruência, cometido pelos editores — e não da Bíblia —, não ocorre em 1 Coríntios 11.17-34, como sugeriu o “teólogo” acima. Ali, o apóstolo Paulo verdadeiramente ensinou os coríntios a celebrarem a Ceia do Senhor.

Se o apresentador do vídeo considerasse a analogia geral da Bíblia (seus contextos), saberia a diferença entre a Páscoa dos judeus e a Ceia do Senhor, que é uma instituição da Igreja (1 Co 11.20). Fica clara a confusão feita pelo “teólogo” quando ele sugere que, na Ceia do Senhor — caso ela fosse observada hoje —, se deveria comer ervas amargas. Sugiro a quem estiver fazendo a mesma confusão que estude o texto de Lucas 22.7-23, o qual apresenta a última Páscoa com a participação de Jesus neste mundo e a instituição da Ceia do Senhor.

Nota-se, no vídeo, que a “falta de tempo” impediu o seu apresentador de ler o versículo seguinte, 1 Coríntios 11.26. Esta passagem desconstrói qualquer argumentação contrária à Ceia do Senhor: “Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice, anunciais a morte do Senhor, até que venha”. Observe que a ordenança da Ceia deve ser observada até que o Senhor Jesus venha.

Num segundo vídeo sobre 1 Coríntios 11.17-34, o qual nem vale a pena assistir (é perda de tempo), o “teólogo” acima, um tanto mais exaltado, chama os servos de Deus que observam a Ceia do Senhor de “cães gulosos”. Em seguida, depois de ler rapidamente 1 Coríntios 11.26, sem acrescentar nenhuma explicação à luz do contexto, ele conclui assim os seus devaneios: “Ou será que estou errado?” É preciso responder?

Infelizmente, alguns incautos, depois de assistirem a vídeos intitulados Sã Doutrina ou Prepare-se, passaram a verberar contra a Ceia do Senhor, o dízimo, os cultos a Deus realizados em templos, a inspiração plenária da Bíblia, o nome de Jesus, além de adotarem uma postura de revolta contra tudo que vem do governo brasileiro, dos Estados Unidos e de Israel. Fica aqui mais um alerta para os irmãos que estão “embriagados” com as “verdades ocultas” apresentadas pelo “teólogo” acima.

Em defesa do Evangelho,
Ciro Sanches Zibordi
Fonte/blog do Ciro

Augustus NicodemusÉ bacharel em teologia pelo Seminário Presbiteriano do Norte (Recife), mestre em Novo Testamento pela Universidade Reformada de Potchefstroom (África do Sul) Biografia Augustus Nicodemus

Livros deste Autor



O Que Estão Fazendo Com A Minha Igreja
O autor faz uma análise profunda e detalhada desta crise. Os capítulos foram divididos em blocos temáticos, nos quais ele define e discorre sobre as diversas linhas teológicas que se verificam no Brasil, inclusive as mais tradicionais.
Comprar

Você gostou deste artigo? Compartilhe:

TwitterDeliciousFacebookDiggStumbleuponFavoritesMore

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Premium Wordpress Themes