A Autoridade Espiritual do Cristão

A Autoridade Espiritual do Cristão
(Adaptado por William Schnoebelen a partir do trabalho anônimo de um homem de Deus)

Observando a existência de uma grande necessidade de informações sobre o funcionamento da autoridade espiritual e não conhecendo escritos significativos nessa área, tentei oferecer uma descrição desse conceito. O material a seguir foi desenvolvido ao longo de vários anos de estudo e de aconselhamento envolvendo situações em que a autoridade era uma parte vital da solução dos problemas espirituais.

Após buscar a Deus em muita oração, o autor acredita que este material é consistente com a Palavra de Deus e pode ser uma ajuda real para aqueles que usarão os conceitos aqui apresentados, juntamente com a própria Palavra de Deus. Que o leitor encare com seriedade os conceitos apresentados. Existe muita coisa em jogo para deixar de se satisfazer com a total apropriação dos benefícios que Deus tornou disponíveis para o crente.

As Escrituras são muito claras na definição de uma posição de autoridade. Conforme apresentado nas Escrituras, isso é mais uma posição de responsabilidade do que de poder. Paulo declara a existência e coloca em perspectiva a autoridade e o poder do cristão, quando diz:

"Porque, ainda que eu me glorie mais alguma coisa do nosso poder, o qual o Senhor nos deu para edificação, e não para vossa destruição, não me envergonharei." [2 Coríntios 10:8].

"Assim nós, sendo-vos tão afeiçoados, de boa vontade quiséramos comunicar-vos, não somente o evangelho de Deus, mas ainda as nossas próprias almas; porquanto nos éreis muito queridos. Porque bem vos lembrais, irmãos, do nosso trabalho e fadiga; pois, trabalhando noite e dia, para não sermos pesados a nenhum de vós, vos pregamos o evangelho de Deus. Vós e Deus sois testemunhas de quão santa, e justa, e irrepreensivelmente nos houvemos para convosco, os que crestes. Assim como bem sabeis de que modo vos exortávamos e consolávamos a cada um de vós, como o pai a seus filhos; para que vos conduzísseis dignamente para com Deus, que vos chama para o seu reino e glória." [1 Tessalonicenses 2:8-12].

Nesses versos Paulo diz claramente que recebeu poder de Deus e que o propósito desse poder é a edificação da igreja. Ele descreve sua preocupação pela igreja e como trabalhou em favor dos convertidos, como um pai faria. Descreve como procedeu para o benefício daqueles que receberam o evangelho. Ele também demonstrou o funcionamento de uma autoridade espiritual quando, em 1 Coríntios, "entregou certa pessoa a Satanás para a destruição da carne..." A partir dessa e de outras Escrituras, fica claro que Deus estabeleceu posições de autoridade.

A autoridade tem um requisito de responsabilidade nos reinos natural e espiritual. A autoridade na família é representada pela preocupação e pela proteção dos membros. Inclui proteger, ensinar, aconselhar e prover as necessidades da família. Os aspectos espirituais dessas responsabilidades precisam ser atendidas, bem como as seculares.

O requisito secular da autoridade cristã é primeiramente serviço; isto é, amar, sustentar, preocupar-se, instruir e atender às necessidades da família. O conceito de um domínio autocrático no lar é totalmente contrário ao conceito adequado da autoridade cristã. A autoridade não é superioridade. No que se refere a Deus, somos todos iguais diante dele, e isso inclui suas considerações pelo homem e pela mulher. O Senhor considera o casamento cristão como uma parceria. Ele atribuiu responsabilidades diferentes ao marido e à mulher, mas isso não torna a mulher menos importante. Existem muitos países no mundo em que o marido tem uma posição de autoridade no lar e a mulher é tratada como uma escrava. Esse conceito não é da criação; é da queda. Você não encontrará o cristianismo verdadeiro nos países em que essa situação existe.

Não é Deus, mas sim Satanás, que trabalha para colocar as mulheres em sujeição aos homens. Até mesmo dentro da igreja cristã, entrentanto, o conceito que o homem é o dominador do lar pode ser encontrado. É uma perversão das Escrituras, pois Deus indica claramente que o homem deve ser o protetor e o provedor da família. A Bíblia declara que, em um casamento, a primeira preocupação do homem deve ser com sua mulher. A mulher, por sua parte, deve compreender e se apropriar da cobertura da autoridade para que ela seja plenamente eficaz. Sob essa cobertura, ela pode ser uma parceira ativa no funcionamento da autoridade na família. Isso é de especial importância quando existem crianças no lar, pois haverá ocasiões em que a mãe precisará resistir a Satanás na ausência do pai.

Existem muitos bons livros disponíveis sobre as relações marido/mulher no contexto secular. A área onde há uma falta de ensino, ou pior, onde há um falso ensino, é no que se refere aos aspectos espirituais do casamento e da conduta da família.

O casamento foi estabelecido por Deus e, portanto, está sujeito aos critérios que ele determinou. O casamento cristão é uma aliança entre três partes. O marido e a mulher são os participantes óbvios; no entanto, o Senhor também participa na aliança. Os votos são feitos diante dele e debaixo da sua autoridade. Assim, o Senhor não somente tem um forte desejo que a aliança do casamento seja mantida, como também tem um interesse investido no casamento. Deus tem um compromisso de sustentar a aliança do casamento.

Com todo o ataque que Satanás lança contra o casamento hoje, precisamos de toda a ajuda que pudermos conseguir. Todavia, se você não fizer do Senhor parte da solução quando houver alguma dificuldade, está negligenciando seu recurso mais valioso. Para aqueles que invocam ao Senhor, ele honrará seu compromisso com o casamento, trazendo seu poder e autoridade para ajudar de acordo com as solicitações feitas.

Uma vez que esses critérios estejam estabelecidos, podemos começar a olhar para o conceito de autoridade no lar. Para que o cabeça do lar possa proteger os membros da família dos ataques satânicos, o Senhor proveu um acesso especial ao seu poder na posição de autoridade. Esse é um poder espiritual a ser utilizado para enfrentar os esforços que Satanás faz para influenciar os membros da família. Como somente a Palavra de Deus pode equipar alguém para operar adequadamente nessa posição, é necessário que cada um em posição de autoridade cristã examine as Escrituras para compreender a conduta e as responsabilidades associadas com essa posição. As Escrituras declaram uma progressão da autoridade:

fComprefffff ffr Compre 6666u66Compre
Você gostou deste artigo? Compartilhe:

TwitterDeliciousFacebookDiggStumbleuponFavoritesMore

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Premium Wordpress Themes