O EMPREGADO

O EMPREGADO
Tipo: Esboços e estudos bíblicos / Autor: Pr. Jorge Linhares

” Vós, servos, obedecei a vossos senhores segundo a carne, com temor e tremor, na sinceridade de vosso coração, como a Cristo; Não servindo à vista, como para agradar aos homens, mas como servos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus; Servindo de boa vontade como ao Senhor, e não como aos homens. Sabendo que cada um receberá do Senhor todo o bem que fizer, seja servo, seja livre.” Efésios 6.5-8

Na época que Paulo escreveu essa epistola, a escravidão era comum no Império Romano. Nessa carta aos efésios, o apostolo não discute a questão da escravatura, mas prefere dizer aos escravos crentes como eles deviam se portar para com seus senhores.

A relação senhor-escravo não equivale perfeitamente à moderna relação patrão – empregado. Mas os princípios que determinam essa relação devem servir de orientação para a conduta dos empregados crentes de hoje. Todo aquele que se emprega com alguém para trabalhar por um salário, assume uma responsabilidade para com seu empregador.

Cada empregado deve realizar seu trabalho diário “com temor e tremor”, ou seja, com temor de negligenciar voluntariamente sua responsabilidade, o que não apenas seria roubar seu patrão, como também o tornaria condenável diante de Deus.

Seja numa fabrica, numa mina de carvão, na lavoura, num escritório, numa sala de aula, numa casa de família, ou ensinando e pregando a Palavra de Deus, o crente deve realizar seu trabalho de maneira mais correta possível, temendo apenas a Deus.

”Na sinceridade do vosso coração”

O empregado deve trabalhar sem duplicidade, sem fingir ser amigo do patrão quando está diante dele, enquanto fala mal dele, quando ele não está presente. Deve respeitá-lo, não dar apelido a ele entre os empregados. Tem gente que fala nas costas do patrão ou do chefe: “Lá vem a cobra...” ·

Não devemos ser hipócritas nem fingidos. É verdade que nossos superiores, seja o da empregada domestica, do comerciário, daquele que trabalha em fabricas, ou em qualquer outro ramo de atividade, são nossos “senhores segundo a carne”. Mas a obediência que o crente presta ao seu superior é prestada “a Cristo”.

Extraído do livro: O patrão e o empregado
Pr. Jorge Linhares

Autor deste artigo:

Pr. Jorge Linhares
É formado em história, geografia e teologia. É pastor da Igreja Batista Getsêmani - BH/MG, há 24 anos e já está no ministério há mais de 30 anos, tendo sido pastor também na Igreja Batista da Floresta no bairro Floramar. É presidente do CPEMG (Conselho de Pastores do Estado de Minas Gerais), vice-presidente do CIMEB (Conselho Interdenominacional de Ministros Evangélicos do Brasil), presidente da Associação de Escolas Cristãs de Minas Gerais, IIº vice presidente do FENASP ( Fórum Evangélico Nacional de Ação Política e Social).


rrrrrrrr


Você gostou deste artigo? Compartilhe:

TwitterDeliciousFacebookDiggStumbleuponFavoritesMore

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Premium Wordpress Themes